Skip navigation

 

pode me chamar de clichê! afinal, quer coisa mais clichê do que uma fashionista dizer que ama a sofia copolla? e, para completar, ainda dar o nome deste post como o do livro de jostein gaarder? pois é… but i don’t care! eu amo o mundo de sofia (coppola) mesmo! esta semana fiz uma maratona e revi seus filmes. comecei com ‘virgin suicides‘ (1999): kirsten dunst sublime, design gráfico incrível, trilha sonora só com os franceses do air. depois, ‘lost in translation‘ (2003): scarlett johanson natural, oscar e globo de ouro de melhor roteiro original, tokyo tokyo tokyo. por fim o meu preferido, ‘marie antoinette‘ (2006): kirsten no luxo de versailles, oscar de melhor figurino, all star e the strokes coerentes no século xviii.

 

 

o que os três filmes têm em comum? o soundtrack babado, a fotografia linda, o vazio existencial como principal tema, frescor juvenil… estas são as principais características do trabalho de sofia. e parece que ela está com um novo projeto. trata-se de ‘tipping the velvet’: baseado no livro de sarah waters, conta o romance gay da cantora kitty butler com nan ashley, em pleno 1890. alguém duvida que a filha de francis ford retratará de uma forma sensível e delicada? agora, para quem não sabe, antes de lançar seu primeiro longa, ela fez um curta chamado ‘lick the star’ (1998). ainda não viu? segura que é bafo:

 

parte 1

 

parte 2

.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: