Skip navigation

este post é para provar a teoria da relatividade. quer dizer, quem me conhece sabe que eu não sou do tipo sanguinária. passo mal quando alguém se machuca, tampo os ouvidos quando contam histórias de acidentes, não assisto filmes como ‘jogos mortais’ e ‘o albergue’ — mesmo sabendo que tudo é de mentira. mas eu sou apaixonada pela obra de mark ryden, principalmente a série ‘blood’.

 

‘the cloven bunny’, 2003

 

artistas underground também conseguem me atrair com este contraste entre a doçura e a carnificina. como é o caso dos ‘felt toys‘, do inglês tom bland — monstrinhos de feltro são assassinados a facadas. e eu adoro! quanto mais sangue, melhor…! na verdade, a dor não pode ser real. e quanto mais inocente e cruel for a arte, mais impactante e genial ela também será!

 

‘guts’, 2005

.

One Comment

  1. adorei muito


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: